12.1.13

Dia do Quadrinho Nacional


O 30 de janeiro é o Dia do Quadrinho Nacional por ser o dia do início da publicação, em 1869, da primeira série em quadrinhos no mundo, realizada no Brasil pelo vêneto imigrado por aqui Angelo Agostini: As Aventuras de Nhô-Quim & Zé Caipora

Em Salvador, a data vai ser comemorada com música, exposições, sessões de autógrafos, venda de livros, lançamento de DVD, homenagens e até uma sala de chat exclusiva. 

As atividades acontecem na Biblioteca Central da UFBA (Campus de Ondina), das 19 às 21 horas. 

O que acontecerá Exposição do grande caricaturista em barro - talvez o melhor do mundo nessa arte - Valterio, que mora em Salvador há décadas e é pouco reconhecido Homenagens a 3 personalidades da cultura baiana falecidas recentemente, e a pessoas que ajudaram no desenvolvimento da Nona Arte bancas de artistas locais venda de quadrinhos exposição de álbuns e revistas brasileiras que mostram a evolução dos quadrinhos brasileiros como arte, e não mero entretenimento, MUITOS sorteios (com material de outros estados e, mesmo, países) inclusive de HQS infantis Sala de chat exclusiva para tirar dúvidas sobre o evento (algo inédito em Salvador), Pré-lançamento do DVD do filme ‘Nego’.

Os homenageados são:

Angelo Agostini, criador da primeira série de quadrinhos do mundo.

José Carlos Capinan (com a execução de uma música sua sobre quadrinhos por Gibran Sousa, dos Bye Anos).

Lage, falecido chargista baiano Joaci Goes -, que à frente da Tribuna da Bahia impulsionou o suplemento A Coisa (1 número será exposto em grande formato).

Claudio Veiga - pelo seu livro sobre o fanzine 'O Papão' (todo o livro dele será exposto em grande formato) 

Teodoro Sampaio – com o pré-lançamento do DVD do filme 'Nego' (de Savio Leite e Marko Ajdaric, que usa quadrinhos como suporte de linguagem) 

Ernesto Simões Filho - pela criação a 108 anos do mais importante fanzine da Bahia, O Papão (antes de fundar o maior jornal da Bahia, A Tarde, há 101 anos. 




O evento já conta com um espaço no Facebook:
 

http://www.facebook.com/QuadrinhoNacional2013

Um comentário:

jorginho da hora disse...

vida longa aos quadrinhos nacionais! Acho que nosssos quadrinistas precisam mesmo de mais auto estima, pois apesar dos quadrinhos estrangeiros terem mais estrutura economica, logistica e editorial, o que não nos falta é talento.