16.3.09

ESTUPRA! MAS, NÃO MATA!


por: Hector Salas (publicado anteriormente no blog http://oszinfa.blogspot.com/)

Uma instituição cuja história é marcada pela permissividade à escravidão dos negros e aos massacres dos povos pré-colombianos, que é emporcalhada pelas atrocidades e assassinatos de “bruxas e pagãos”, que é acusada pelo silêncio sobre o extermínio de judeus na segunda guerra, poderia ao menos ter “poupado” uma garotinha de 9 anos, vítima de estupro.

Como não podia mandar queimar ninguém na fogueira, o arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho Excomungou toda a equipe médica. Já o padastro estuprador foi liberado. "Ele cometeu um crime enorme, mas não está incluído na excomunhão...Esse padrasto cometeu um pecado gravíssimo. Agora, mais grave do que isso, sabe o que é? O aborto, eliminar uma vida inocente." Disse o pretenso porta voz de Deus, na Terra.

Cá entre nós não chega a ser surpresa esta preferência da Igreja católica por estupradores de crianças. Prova são as notícias sobre padres pedófilos se multiplicam. Mas, quer saber? Bela merda ser excomungado. Eu estaria cagando e andando. Não sou católico mesmo, aliás nem batizado eu sou. Foda-se! Seria o padre de um lado dizendo: - Está excomungado! E eu do outro dizendo: - Pegue sua Catedral e enfie no seu...c*!

Ah sim! A frase “Estupra mas não mata!” é atribuída a Paulo Maluf, que ao que parece é um fervoroso católico.

Um comentário:

Elaine Crespo disse...

Minha criação foi toda na igreja católica! Fui batizada, fiz primeira comunhão,crisma e casei na igreja! Mas Don José é um louco varrido e a igreja e os católicos não estão de acordo com esta atitude! Por isso concordo contigo! Ele que va pro inferno! Até minha que é católica praticante estar revoltada com a atitude daquele louco!

Um beijo
Elaine